← Voltar

Nota de apoio à Desembargadora Beatriz Figueiredo Franco


Facebook Twitter Imprimir

Compartilhar no Telegram

Em resposta a nota da DIRETORIA DO SINDJUSTIÇA, onde consta que a desembargadora Beatriz Figueiredo Franco referiu-se, durante sessão da Corte Especial, nesta última quarta-feira (28), aos servidores efetivos de maneira depreciativa. A ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE GOIÁS (Asmego) refuta tal afirmação. A desembargadora não disse ser contra os trabalhadores efetivos, mas que luta pelos direitos dos servidores de forma igualitária, tanto para os efetivos quanto para os comissionados.

“A magistrada somente cumpriu sua atribuição para melhor aprimoramento do projeto de Plano de Cargos e Salários, desenvolvido pela comissão composta apenas por servidores, sem nenhum magistrado de primeiro grau”, afirmou Wilton Müller, presidente da ASMEGO.

A Asmego reafirma sua solidariedade aos servidores quanto ao necessário reconhecimento para a valorização da carreira, inclusive com melhorias em seus vencimentos.

Wilton Müller Salomão
Presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego)