AGENDA

AMB lança enquete sobre habilidades artísticas dos associados


A AMB quer conhecer os associados que desenvolvem atividades artísticas, além da jurisdição. Para isso, a Associação convida todos os magistrados a responderem à enquete desenvolvida pela Secretaria de Cultura, com o objetivo de auxiliar a diretoria na promoção de eventos e projetos voltados para essa área.

São seis questões referentes às habilidades artísticas desenvolvidas pelos associados, experiência com exposições e apresentações, além das modalidades desenvolvidas, como dança, teatro, música e fotografia, e o interesse em participar de projetos culturais da AMB.

O questionário está disponível no site da AMB.

Clique aqui e participe.

Projeto cultural

Em junho deste ano, a Secretaria de Cultura da AMB aprovou um projeto cultural, de autoria do secretário-adjunto da pasta, Kéops Amaral. A ideia é realizar um evento de âmbito nacional de arte e cultura.

Para que seja colocado em prática, uma das etapas do projeto consiste em entrar em contato com os associados e as associações estaduais, por meio de enquetes e ofícios que facilitem a implementação das atividades propostas.

Fonte: Ascom/AMB

LITERATURA

Juiz Javahé de Lima Júnior estreia na literatura com lançamento de duas obras; livros estão disponíveis para aquisição


Com a presença de magistrados, promotores, delegados, defensores, advogados, amigos e familiares, o juiz Javahé de Lima Júnior fez sua estreia na literatura jurídica. Nesta quinta-feira, 14, ele lançou as obras “Lei de Drogas Comentada” e “A vítima como sujeito de direitos”. O evento ocorreu no Scada Café Especiais, localizado no piso 1 do Goiânia Shopping.

“Fiquei honrado em receber o apoio de tantos colegas juízes. Foi um evento que me deixou muito satisfeito”, comentou Javahé de Lima. Os livros estão disponíveis nos sites da Habitus Editora e da Amazon. Confira aqui.

Entre os convidados que prestigiaram o lançamento estiveram o diretor Cultural da ASMEGO, juiz substituto em 2º grau Wilson Safatle Faiad; o diretor Administrativo, juiz Gustavo o presidente do Conselho Deliberativo da ASMEGO, desembargador Itaney Francisco Campos; o novo diretor da Esmeg, juiz André Reis Lacerda, entre outras autoridades.

Sobre as obras
Intitulado “Lei de Drogas Comentada”, o primeiro livro traz uma análise de cada um dos artigos da legislação com amparo na mais recente jurisprudência dos tribunais superiores brasileiros. Como diferencial, a obra reúne o que há de melhor nos estudos já publicados sobre as temáticas, permitindo ao leitor maior facilidade de acesso aos posicionamentos doutrinários e jurisprudenciais.

A segunda obra, chamada “A vítima como sujeito de direitos”, resulta de pesquisa desenvolvida pelo autor no Mestrado em Direitos Humanos, cursado pela UFG. Aborda os direitos das pessoas atingidas pela pulverização aérea de agrotóxicos por empresa de aviação agrícola ocorrida em Rio Verde, em 2013.O livro tem por objetivo analisar a posição das vítimas do ocorrido à luz dos diretos humanos em contexto interdisciplinar.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência. Fotos: Luciana Lombardi

ARTES PLÁSTICAS

Artista plástica Cleo Braga abre exposição no TJGO na próxima segunda-feira, 18


Com exposição intitulada “Toque de Pincel”, a artista plástica Cleo Braga fará sua estreia expondo no Espaço Cultural Goiandira do Couto, localizado no hall de entrada do TJGO. A abertura será nesta segunda-feira, 18, às 17 horas. Conheça obras da artista clicando aqui.

O convite para a participação é reforçado pelo diretor Administrativo da ASMEGO, juiz Gustavo Braga Carvalho, filho e admirador da artista. Na ocasião, Cleo Braga apresentará pinturas em tela, com inspiração na natureza, em suas diversas cores, formas e sons. “Usando tintas a óleo ou acrílica, vou pintando e juntando prazer, simplicidade e perseverança no que faço, tudo isso com o apoio e o carinho do meu esposo e filhos”, afirmou a artista.

Serviço:
Exposição Toque de Pincel, da artista Cleo Braga
Abertura: 18/09 (segunda-feira), às 17 horas.
Local: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) – Avenida Assis Chateaubriand, nº 195, St. Oeste – Goiânia

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

AGENDA

Juiz Javahé de Lima lançará livros sobre Lei Antidrogas e direito de vítimas, nesta quinta-feira, 14


O juiz Javahé de Lima Júnior, da comarca de Rio Verde, lançará, nesta quinta-feira (14/09), novos livros de sua autoria. Publicados pela Habitus Editora, as obras serão lançadas às 19 horas no Scada Café Especiais, localizado no piso 1 do Goiânia Shopping.

Intitulado “Lei de Drogas Comentada”, o primeiro livro traz uma análise de cada um dos artigos da legislação com amparo na mais recente jurisprudência dos tribunais superiores brasileiros. Como diferencial, a obra reúne o que há de melhor nos estudos já publicados sobre as temáticas, permitindo ao leitor maior facilidade de acesso aos posicionamentos doutrinários e jurisprudenciais.

A segunda obra, chamada “A vítima como sujeito de direitos”, resulta de pesquisa desenvolvida pelo autor no Mestrado em Direitos Humanos, cursado pela UFG. Aborda os direitos das pessoas atingidas pela pulverização aérea de agrotóxicos por empresa de aviação agrícola ocorrida em Rio Verde, em 2013. O livro tem por objetivo analisar a posição das vítimas do ocorrido à luz dos diretos humanos em contexto interdisciplinar.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

Desembargador Homero Sabino representa a ASMEGO em visita de Arnaldo Niskier, imortal da ABL


O desembargador Homero Sabino de Freitas, fundador da ASMEGO, representou o presidente Wilton Müller Salomão, em visita de cortesia do imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL) Arnaldo Niskier, ao TJGO e à Sala de Apoio da associação. Na ocasião, o intelectual foi presenteado com uma estatueta de autoria do escultor Carlos Fernandes. O encontro ocorreu nesta sexta-feira, 02, data em que Niskier, carioca, recebeu o título de cidadão goiano, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego).

Desembargador Homero Sabino (direita) cumprimenta imortal da ABL Arnaldo Niskier

“É uma honra receber Arnaldo Niskier, que além de escritor e professor, é um humanista que honra a cultura brasileira”, afirmou o desembargador Homero Sabino, que também presenteou o homenageado com um exemplar da revista O Magistrado, da ASMEGO, e com o livro “Notas de um leitor de província”, de autoria do seu irmão, Oscar Sabino Júnior.

Niskier, que teve contato com o Estado de Goiás através do ex-presidente da República Juscelino Kubitschek, teve, neste encontro, sua primeira atividade como cidadão goiano. “Eu venero a Justiça. Então como novo cidadão goiano, a primeira visita ser ao Tribunal de Justiça tem uma simbologia muito grande”, afirmou.

A cerimônia também contou com atuação da Comissão de Cultura do TJGO, presidida pelo desembargador Itaney Francisco Campos, que também é presidente do Conselho Deliberativo da ASMEGO. Para o magistrado, o Poder Judiciário e Goiás se sentem honrados em receber a visita

De acordo com o desembargador, Itaney Francisco Campos, o Poder Judiciário e o Estado de Goiás se sentem honrados em receber a visita de um intelectual como Arnaldo Niskier, “que tanto enriqueceu as letras nacionais” e que sempre tem dado “atenção especial à intelectualidade de Goiás”. Também participaram do encontro os desembargadores  Itamar de Lima, ouvidor do TJGO, que representou o presidente do órgão; e  Olavo Junqueira de Andrade. Também participou o presidente da União Brasileira de Escritores (UBE) – seção Goiás, Edival Lourenço e o assessor cultural da Presidência do TJGO, Gabriel Nascente.

Sobre o imortal da Academia Brasileira de Letras

Arnaldo Niskier é escritor, já presidiu a ABL e foi secretário de Educação e Cultura do Rio de Janeiro, entre outros cargos. Também representou o Brasil no 3º Programa Triangular de Bolsas na Organização das Nações Unidas (ONU), em 1966, e membro do grupo de trabalho encarregado da implantação da primeira Secretaria da Ciência e Tecnologia da América do Sul, em 1967.  Também j[a recebeu várias homenagens, tais como: Legião de Honra do Governo da França, em 1982; Medalha do Mérito Cultura da Magistratura, em 1998; Medalha de Ouro da Academia Nacional de Belas Artes de Portugal, em 1982.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência. Fotos: Luciana Lombardi

VIAGENS

Diretoria de Pensionistas comemora sucesso de excursão a Caldas Novas


Festa junina animou participantes da viagem a Caldas Novas

Muita diversão, lazer, confraternização e descanso. Assim foi a excursão organizada pela Diretoria de Pensionistas da ASMEGO entre os dias 29 de maio e 1º de junho a Caldas Novas. A comitiva de 34 pessoas, composta por pensionistas, magistrados aposentados e familiares, saiu da sede da entidade e ficou hospedada na Pousada São João Bosco. Além de toda hospitalidade, que é de práxis, o grupo contou com uma programação elaborada especialmente para eles. Entre os destaques: recepção com música instrumental ao vivo; recreação na piscina; massagem; espaço de beleza; bingo; cinema; festivais de caldos e massas; além da festa junina e um piquenique surpresa, que foi servido no jardim japonês da pousada.

A diretora de Pensionistas, Zalmy de Sousa Néas, ressaltou o apoio da diretora de Clube e Pousadas, juíza Vaneska da Silva Baruki, e do gerente geral da pousada, Thiago Martins, para o sucesso da excursão. “Sempre somos muito bem recepcionados. Desta vez não foi diferente, aliás, tivemos um apoio maravilhoso. Não faltaram atividades”, avaliou. “A viagem a Caldas Novas superou minhas expectativas. Eu fico um pouco apreensiva em eventos como este, mas não houve problemas, todos ficaram satisfeitos e isso me deixa muito feliz”, completou.

Para juíza aposentada Valda Abadia Fleury, uma das participantes da viagem, a festa junina foi um dos pontos altos do evento. Além de comidas e decoração típicas, o arraiá na pousada contou com a presença de dançarinos profissionais. A juíza aposentada Valda Abadia Fleury aprovou a festança. “Dancei muito, quase a noite toda com o professor, até deixei ele dançar com outras”, brincou. A comida, o espaço e a organização também foram elogiados pela magistrada. “Há muitos anos eu não ia a pousada. O passeio merece nota 10 elevado ao infinito”, destacou.

Devido ao sucesso desta edição da viagem, a terceira organizada por esta gestão, a diretora da área, Zalmy Néas, adiantou que planeja realizar mais uma excursão para as pensionistas, magistrados aposentados e dependentes em meados de outubro. O destino ainda é incerto.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

ARTES PLÁSTICAS

ASMEGO sedia exposição de artesanatos nesta semana


artesanato-SED-2A ASMEGO recebe nesta quinta (1º/6) e sexta-feira (2/6) a exposição intitulada Mestres do Artesanato Goiano, com peças de doze artesãos goianos que serão comercializadas na ocasião. A mostra integra a série de exposições organizada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento (SED), por meio da gerência de Artesanato da Superintendência de Micro e Pequenas Empresas, para o mês de junho.

O objetivo da iniciativa é divulgar e estimular o artesanato goiano. Estão expostas de segunda-feira (29) as peças do mestre artesão Carlos Antônio da Silva, de Aparecida de Goiânia, no Tribunal de Contas do Estado, em Goiânia. Além da exposição individual do ceramista, serão expostas obras de mais 20 artesãos goianos até 31 de maio no lobby do Tribunal.

De 5 a 23 de junho, no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, os artesãos Maicon Soares e Andrea Caetano de Aparecida de Goiânia apresentarão a exposição Do Descarte à Arte, com obras feitas a partir da reciclagem de sucata de carros, motos e bicicletas.

A equipe do Programa do Artesanato Goiano levará o melhor do artesanato do nosso estado também para a edição do Programa Governo Junto de Você a ser realizada em Planaltina de Goiás, no período de 8 a 11 de junho.

Nos dias 10 e 11 de junho, as peças de 35 artesãos goianos estarão em exposição no Muvuca Festival, na Praça das Artes do Jardim Goiás, em Goiânia.

Segundo o gerente de Artesanato da SED, André Franco, as exposições têm como foco a valorização e a difusão do artesanato goiano. “Estamos realizando esta série de eventos para fomentar a comercialização e estimularmos o empreendedorismo dos artesãos; mas sobretudo, para dar uma maior visibilidade para o Artesanato Goiano, que é hoje em dia reconhecido como um dos melhores do Brasil”, afirma André Franco.

Fonte: Comunicação Setorial SED com edição da Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

VIAGENS

Diretoria de Pensionistas promove excursão para Caldas Novas


Pensionistas na reunião mensal de maio

Pensionistas na reunião mensal de maio

Pensionistas, magistrados aposentados e familiares participam de viagem para Caldas Novas entre os dias 29 de maio e 1º de junho. Foram disponibilizadas 42 vagas, das quais 38 já foram preenchidas. Os interessados devem entrar em contato com a colaboradora Wânia pelo (62) 3238-8935 e confirmar a participação até quinta-feira (24).

O grupo ficará hospedado na Pousada São João Bosco na cidade de Caldas Novas. Durante quatro dias, os participantes contaram com uma programação especial desenvolvida pela Diretoria de Pensionistas da ASMEGO, organizadora do evento. Meditação, bingo e festa junina são algumas das atrações. Confira a programação completa.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

 

LITERATURA

Academia Goiana de Direito lança livro em comemoração aos 20 anos da instituição


Em comemoração aos 20 anos da Academia Goiana de Direito (Acad), será livro-acadlançado na quinta-feira (18) o livro jurídico Visões Contemporâneas do Direito. O presidente da Comissão Editorial, desembargador Itaney Francisco Campos, integra a organização da obra, que discute temas relevantes em nossa sociedade. O magistrado é também preside o Conselho Deliberativo da ASMEGO.

Prefaciada pela presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, os artigos são assinados por acadêmicos de Direito. O evento será às 19h30 na Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG), localizada na Avenida Goiás, esquina com a Rua 1, no Centro da capital.

Fonte: CCS-TJGO

 

ARTES PLÁSTICAS

Fórum Cível promove feira e palestra na semana do Dia das Mães


exposicao-forum-civel
Em comemoração ao Dia das Mães, o Fórum Cível da comarca de Goiânia, localizada no Parque Lozandes, promove uma série de atividades para os magistrados, servidores e para o público externo.

Nesta quinta-feira (11), às 11 horas, o Coral Vozes da Justiça fará apresentação no auditório e, logo após, a mestre em Liderança pela Universidade de Atlanta, Tathiane Deândhela, ministrará palestra com o tema Os 7 hábitos das mães altamente poderosas.

Deândhela é especialista em Marketing com ênfase em Serviços pela FGV, formou-se em Negociação pela Universidade de Harvard, Liderança e Coaching pela Universidade de Ohio, além de Negociação, Liderança e Gestão do Tempo pela Franklin Covey. É CEO do Instituto Deândhela (GO), empresa especializada em treinamentos e cursos in company voltados para a otimização de negócios e na detecção de problemas financeiros, além de aprimoramentos de habilidades, geralmente ligados a produtividade.

Após a palestra haverá sorteios de brindes da Piatan Natural, empresa goiana especializada em cosméticos naturais, e sessões de depilação a laser do Espaço Laser, da Avenida Ricardo Paranhos.

Em paralelo, será realizado no dia 11 e 12 de maio (quinta e sexta-feira), durante todo o dia, na área externa do Fórum Cível, a Feira do Cerrado. A feira tem o objetivo de divulgar e comercializar os produtos feitos por artistas de todos os ramos do Estado de Goiás, além de fortalecer a cultura e as tradições. Serão expostos artesanatos, reciclagem, customizações, além de produtos típicos, saudáveis e caseiros.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Diretoria do Foro da Comarca de Goiânia. Texto: Jéssica Fernandes

ARTES PLÁSTICAS

Projeto Tecendo a Liberdade promove exposição de artesanato com peças produzidas por reeducandos do sistema prisional


 

 

tecendo-a-liberdade3

Reeducando vinculado ao projeto Tecendo a Liberdade operando tear

Trabalho como ferramenta de reintegração com a sociedade. Imbuída deste valor, a juíza Telma Aparecida Alves, da 1ª Vara de Execução Penal de Goiânia, e diretora Social da ASMEGO, coordena o projeto Tecendo a Liberdade, que promove, nesta semana, entre os dias 3 e 5 de maio, exposição de produtos artesanais produzidos por reeducandos do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Peças de artesanato em produção

Peças de artesanato em produção

Na ocasião, serão disponibilizados produtos produzidos com madeira e palha, como figuras decorativas, e peças de tecelagem como tapetes, colchas e redes. A exposição ocorrerá no hall de entrada do Fórum Desembargador Fenelon Teodoro Reis, no Jardim Goiás, durante o expediente do edifício. Os produtos poderão ser adquiridos no local e a renda será revertida para o próprio projeto.

A iniciativa também conta com parcerias de empresas que montaram unidades industriais no Complexo e contratam detentos para diversas atividades. No local, além da tecelagem e da marcenaria, funcionam também uma confecção de uniformes para empresa de telefonia; uma oficina de reforma de telefones públicos; confecção de bordado industrial; e uma oficina de produção de cadeiras de rodas, com material reciclado de bicicletas, que são encaminhadas para hospitais, creches e lares de idosos.

Juíza Telma Aparecida em visita ao projeto Tecendo a Liberdade

Juíza Telma Aparecida em visita ao projeto Tecendo a Liberdade

“A estrutura do sistema prisional é muito precária e as condições de cumprimento de pena são desumanas. O fato de o detento ter uma atividade para se dedicar e ainda poder beneficiar a família é extremamente gratificante, além de prepará-lo para o mercado de trabalho”, afirmou a juíza Telma Aparecida. Ela explica que os reeducandos recebem salários e 25% da renda é destinada a um fundo disponibilizado somente quando for colocado em liberdade. Além disso, a cada dia três dias trabalhados, é diminuído um dia de sua pena.

O projeto Tecendo a Liberdade foi inaugurado em 2011 e é uma parceria entre a 1ª Vara de Execuções Penais do TJGO e a Superintendência de Reintegração Social. Nova edição da exposição ocorrerá no Fórum Cível, entre os dias 10 e 12 de maio.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência. Fotos: Luciana Lombardi

LITERATURA

Trajetória de superação para ser juíza é tema de livro que será lançado pela magistrada Adriana Maria Queiróz


livro-adriana-maria

A saga de uma menina de origem humilde, que trabalhou como faxineira para pagar os estudos, e hoje é juíza de Direito. A partir da sua própria vida, a juíza Adriana Maria Queiróz, da comarca de Quirinópolis, redigiu e lança neste sábado (29) o livro “Dez passos para alcançar seus sonhos – A história real da ex-faxineira que se tornou juíza de Direito“, pela editora Novo Século. O evento irá ocorrer às 17h na livraria Saraiva do Flamboyant Shopping Center.

Leia também: De faxineira à juíza: Conheça a história de superação da magistrada Adriana Maria Queiróz

No livro, a juíza Adriana Maria conta como conseguiu transformar o sonho considerado, até então, impossível de ser magistrada em realidade. Filha de trabalhadores rurais, a autora busca incentivar os leitores a perseguir seus objetivos e realizá-los. “Apresento alguns elementos que devem acompanhar a caminhada daqueles que anseiam por vencer na vida, mesmo se desprovidos de condições sociais favoráveis“, afirma a juíza Adriana na apresentação da obra.

Ex-empregador da magistrada, o jurista Damásio de Jesus prefacia a obra. “Este livro contém a demonstração cabal de que com força de vontade inabalável tudo consegue. Um sonho ousado só é irreal para pessoas que não ousam acreditar neles”, afirma ele no prefácio. Por sete anos, a juíza Adriana Maria trabalhou e foi aluna do Complexo Jurídico Damásio de Jesus, em São Paulo. Em 2011, foi aprovada no Concurso para Juiz Substituto do Estado de Goiás. Leia aqui trecho da obra.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ASMEGO | Mediato Multiagência

Página 1 de 612345...Última »