11/10/2018

Asmego se posiciona sobre parcelamento do subsídio dos magistrados

Associação solicita à administração do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) que requisite o duodécimo nos termos constitucionais

Asmego se posiciona sobre parcelamento do subsdio dos magistrados

A Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego) repudia o parcelamento do subsídio da magistratura em detrimento do pagamento às outras categorias. É um absurdo que a magistratura receba tratamento desigual, dada a sua autonomia, independência e comprometimento com a sociedade.

A Asmego solicita à administração do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) que requisite o duodécimo nos termos constitucionais, para assegurar o pagamento do subsídio dos magistrados em tempo oportuno, na forma do Proad, número 2018/132907.

Diretoria da Asmego.

Conheça e faça aqui o seu evento - Auditório e Salão de Festas

ÚLTIMOS CONVÊNIOS

VÍDEOS

Acesse aqui vídeos da Asmego

Acesse agora

ASSEMBLEIA VIRTUAL

Sistema Eletrônico de Assembleia Virtual

Acesse agora
-->