08/02/2019

Coordenadoria Estadual da Mulher realiza reuniões com vereador e representantes da Guarda Civil Metropolitana

Parceria tem objetivo de criar alternativas que aprimorem as políticas públicas, aumentando a efetividade de projetos em defesa e valorização da mulher

Coordenadoria Estadual da Mulher realiza reunies com vereador e representantes da Guarda Civil Metropolitana

A presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis realizou duas reuniões na segunda-feira (4), uma com o vereador Andrey Azeredo e a outra com o corregedor da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia, Carlos Henrique Dias Rodrigues.

A primeira reunião, realizada no gabinete da desembargadora, com a presença do vereador Andrey Azeredo e do juiz de direito Vitor Umbelino Soares Junior, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Rio Verde e componente da Coordenadoria da Mulher.

Na oportunidade, o vereador solicitou parceria com TJGO para elaboração de uma proposta de Projeto de Lei, com o objetivo de criar alternativas que aprimorem as políticas públicas, aumentando a efetividade de projetos em defesa e valorização da mulher.

“As parcerias são de suma importância não só para o Poder Judiciário, como para toda a população. Quando os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, e instituições, como a Rede da Proteção da Mulher, se unem, quem ganha é a comunidade, é a Mulher em situação de violência doméstica”, ressaltou o juiz Vitor Umbelino.

Participaram ainda da reunião os assessores do vereador Andrey Azeredo, Dr. Lucas Velasco e Sâmyla Bueno, além das servidoras da Coordenadoria da Mulher, Daniela de Pádua, Lucelma Messias e Sherloma Scarlett.

No outro encontro, a desembargadora Sandra Regina recebeu, na sala da Coordenadoria da Mulher, o Corregedor da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia, Carlos Henrique Dias Rodrigues e o guarda metropolitano Flávio Ferreira Costa França, que é coordenador do Projeto Mulher Mais Segura.

Na ocasião foi informado que a Guarda Civil está preparada para atender todos os juizados da Mulher da comarca de Goiânia, sendo que antes a instituição atendia apenas o 1º Juizado, em fase piloto de implantação do programa.

Desta forma, ficou acertado que a desembargadora Sandra irá comunicar os 2º, 3º e 4º Juizados da Mulher, sobre a expansão e atuação da patrulha realizada pela Guarda na cidade de Goiânia. Antes disso, serão realizadas reuniões com os servidores e juízes das referidas unidades judiciárias.

O projeto foi lançado em Goiânia no dia 29 de novembro de 2018, durante a XII Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa e surgiu de um acordo entre o Poder Judiciário, representado pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJGO, a Prefeitura de Goiânia e a Guarda Cível Metropolitana, com o intuito de realizar o acompanhamento frequente de mulheres sob medida protetiva.

Ainda foi solicitado apoio da desembargadora no sentido de auxiliar em outras ações para equipar a frota da Guarda Civil Metropolitana por meio de doações de carros apreendidos.As servidoras da coordenadoria da mulher Lucelma Messias e Daniele Rodrigues também participaram da reunião. (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Conheça e faça aqui o seu evento - Auditório e Salão de Festas

ÚLTIMOS CONVÊNIOS

VÍDEOS

Acesse aqui vídeos da Asmego

Acesse agora

ASSEMBLEIA VIRTUAL

Sistema Eletrônico de Assembleia Virtual

Acesse agora